VN:F [1.9.22_1171]
Avaliação: 5.0/5 (2 votes cast)

O colesterol alto é um dos fatores que mais provoca doenças cardiovasculares, por esse motivo é de vital importância que você leia este artigo até o fim, pois nele você aprenderá como diminuir o colesterol sem o uso de medicamentos.

Fontes de colesterol na dieta

O colesterol só existe em alimentos de origem animal, contudo, alimentos ricos em gorduras saturadas também favorecem o aumento do colesterol no sangue. Por isso, limitar apenas a ingestão de colesterol não é suficiente para se prevenir a aterosclerose.

Se você sofre de colesterol alto, ou quer se prevenir, evite estes alimentos:

como diminuir o colesterol

  • gema do ovo (a clara pode ser consumida à vontade);
  • fígado e miúdos;
  • frutos do mar;
  • maionese;
  • gordura de carnes (inclusive pele de aves);
  • embutidos (linguiça, salsicha, salame, presunto);
  • sorvetes;
  • leite integral, manteiga e queijos amarelos;
  • alimentos produzidos com gordura vegetal hidrogenada.

Por serem fontes abundantes de gordura saturada, o coco fruta, leite de coco e azeite de dendê também devem ser evitados.

Como diminuir o colesterol sem medicação

Para a grande maioria das pessoas que está com o nível de colesterol ligeiramente aumentado, outras soluções devem ser tentadas antes do recurso dos medicamentos.

As pesquisas estão apontando três soluções para as pessoas que estão um pouco acima dos níveis normais:

1 – Exercício físico. Estudos recentes estão demonstrando que a prática de exercícios pode ajudar na redução do colesterol ruim, o LDL.

2 – Perda de peso. Embora indivíduos magros possam ter também níveis elevados de colesterol, pesquisas mostram que indivíduos que estão com quilos acima do peso, têm uma redução importante nos níveis de colesterol quando conseguem retornar ao peso normal.

3 – Alimentação equilibrada. Melhor, ainda, o uso correto de alimentos capazes de reduzir o mau colesterol, aumentando o HDL, o bom colesterol. Esta solução é a mais promissora.

Alimentos que podem ajudar a aumentar o bom colesterol e diminuir o mau colesterol:

- Fibras alimentares, presentes em cereais integrais como a aveia, cevada, centeio, e na casca de frutas como maçã e bagaço de laranja;

- Ômega-3, um tipo de gordura presente em peixes marinhos como sardinha, atum, salmão, anchova, cavalinha, etc;

- Proteínas de soja e suas isoflavonas, encontradas em alimentos à base de soja;

- Resveratrol, uma substância presente em uvas roxas e no vinho tinto (2 cálices ao dia);

- Pigmentos encontrados em vegetais como o tomate vermelho (licopeno), amoras, cerejas e framboesas (antocianinas), entre outros que estão sendo investigados.

Dicas importantes

Se você quer manter as taxas de colesterol nos níveis adequados, siga sempre estas dicas:

  • Coma mais frutas, vegetais e cereais integrais (aveia, centeio, farelos de trigo, arroz integral, etc): eles são ricos em fibras e substâncias antioxidantes.
  • Coma mais peixes marinhos como sardinha, atum, salmão, anchova, cavalinha, etc, ricos em ômega-3.
  • Tempere os pratos com ervas, alho e cebola; reduza o consumo de sal.
  • Utilize laticínios pobres em gordura, como leite e iogurte desnatados.
  • Reduza a ingestão de colesterol e gorduras saturadas, como as fontes já citadas neste texto.
  • Faça uso, com moderação, de gorduras saudáveis presentes no azeite de oliva, abacate, nozes, castanhas e amêndoas.
  • Evite as frituras; dê preferência à alimentos grelhados, assados ou cozidos.
  • Consulte anualmente seu cardiologista.

Fonte principal: Jocelem Salgado.

Esperamos que tenha gostado destas dicas sobre como diminuir o colesterol de forma natural.

Recomendamos que coheça um suplemento com ômega 3 e outros nutrientes essenciais e um suplemento de fibras de aveia e beterraba.

Curta nossa página no Facebook e fique por dentro deste e outros assuntos de saúde e bem estar.

Deixe-nos seus comentários logo abaixo.

Gostou deste post? Compartilhe-o com seus amigos:

Como diminuir o colesterol sem medicamentos, 5.0 out of 5 based on 2 ratings

Tags:

Arquivado em: Nutrição

Gostou deste post? Inscreva-se no nosso RSS feed e receba outros gratuitamente!